IV Fórum Internacional de Longevidade | ILC BRASIL – Luso

0
Rate this post

A começar de 2013, o Via Internacional da Longevidade Brasil (ILC-Brasil) realiza anualmente, em estreita colaboração com a Bradesco Seguros, os Fóruns Internacionais da Longevidade.

O matéria médio do Fórum em 2013 foi “Criando uma Agricultura do Atenção em Resposta à Revolução da Longevidade”; em 2014, “Uma Perspectiva de Gênero” e em 2015, “O Enfoque Mais Camarada dos Idosos – Mais Camarada de Todas as Idades”. Este ano, nos dias 6 e 7 de outubro será ocorrido o IV Fórum Internacional da Longevidade tendo uma vez que matéria:

“Tecnologias e Design para uma Corporação Longeva”

Mantendo o enfoque interativo e participativo de edições anteriores, o IV Fórum contará com experts internacionais e nacionais representando os quatro setores cruciais (a Corporação Civil e os Setores Acadêmico, Privado e Público) que, em conjunto, são responsáveis pela resposta da Corporação aos desafios impostos pela Revolução da Longevidade.

Tais desafios são grandes, todavia, desde que a agregação e indivíduos abracem uma perspectiva de curso de vida para superá-los, a longevidade hoje alcançada poderá ser vivida plenamente. Para tal é importante apinhar os quatro capitais que facilitam nossa participação na agregação: o obrigatório imprescindível (saúde); o financeiro; o de conhecimentos (aprendizagem ao amplo da vida) e, o obrigatório social. No conjunto, do acumulo destes capitais depende nossa resiliência, que é definida uma vez que “haver acesso às reservas necessárias para se conciliar, suportar, e aprender com os desafios enfrentados ao amplo da vida” – noção crítico para quem queira “bem” envelhecer.

Entre os palestrantes, o IV Fórum Internacional da Longevidade deverá enfiar o medicastro do Museu do Amanhã, Luiz Alberto Oliveira, o Diretor do Via Internacional de Longevidade do Reino Singular, Dr. David Sinclair e o Diretor da iniciativa bem-sucedida Older Adults Technology Services (OATS) dos Estados Unidos, Tom Kamber, salvo palestrantes de várias universidades internacionais e nacionais assim uma vez que da Organização Mundial de Saúde, da AARP dos EUA e de várias empresas com empenho no setor, uma vez que p.ex. a Galderma.

Novos e contínuos progressos tecnológicos e no design em todos os aspectos de nosso entorno físico e social permitem hoje a superação de barreiras e incapacidades funcionais antes intransponíveis. Eles também facilitam nossa participação na agregação – objetivo maior em todas as etapas de nossas vidas.

Fisionomia ao qual muitas vezes pouca cortesia é dada, é o prolongação participativo, ou seja, user-led, de novos produtos e serviços. A participação dos idosos na criação e no prolongação, todavia, é capital se queremos produtos e serviços eficientes e acessíveis. Desafios e soluções em lista ao envolvimento de pessoas idosas no prolongação de novas tecnologias e design serão discutidas durante esta quarta edição do Fórum Internacional da Longevidade.

Acesse o Programa do Fórum.